A BAi??blia

A BAi??blia


Deus, para se comunicar com o ser humano, adotou linguagens que se completam mutuamente: a das palavras e a dos gestos ou acontecimentos. AlAi??m da linguagem, Ai?? necessA?rio entender outros aspectos dessa comunicaAi??A?o entre Deus e o ser humano:

1) o que Deus quer comunicar;

2) a quem se dirige;

3) que obstA?culos encontra.

ai???Deus nA?o quis e nA?o quer comunicar Ai??s pessoas apenas alguma verdade ou alguma lei. Ele quer comunicar a si mesmo, sua presenAi??a, seu amorai???.

Deus nA?o quer fazer isso separando as pessoas, mas unindo-as. Deus nA?o quis ai???santificar e salvar as pessoas nA?o isoladamente, sem nenhuma conexA?o uns com os outros, mas constituAi??-los num povo, que o conhecesse e o servisse santamenteai???. Mesmo quando Deus se revela atravAi??s de um profeta, Ai?? sempre ao povo que se dirige; e Ai?? sempre numa ligaAi??A?o vital com a comunidade que a pessoa Ai?? chamada e chega Ai?? fAi?? em Deus.

ai???Acolher a Palavra, aceitar Deus na prA?pria vida, Ai?? dom da fAi??. Ele exige, porAi??m, certas condiAi??Ai??es por parte do ser humano. Elas podem ser resumidas com duas palavras evangAi??licas: conversA?o e seguimento. A fAi?? Ai?? como uma caminhada. Mais exatamente: Ai?? seguir o caminho de Jesus. O que os discAi??pulos fizeram pelos caminhos da GalilAi??ia e da JudAi??ia atAi?? a Cruz, acompanhando fisicamente Jesus e comungando sempre mais de sua vida e de seu ideal, deve ser refeito hoje, em nosso meio. Ai?? o programa que nos propAi??em os Evangelhos. Eles foram escritos, nA?o apenas para recordar o itinerA?rio terreno de Jesus, mas para fazer dele o roteiro ideal da caminhada de todo discAi??pulo. Ai?? evidente, nisso, que a fAi?? nA?o Ai?? sA? uma adesA?o intelectual, um conhecimento da doutrina de Jesus. Ela Ai?? uma opAi??A?o de vida, uma adesA?o de toda a pessoa humana a Cristo, a Deus e a seu projeto para o mundoai??? (CR 64).

A BAi??blia Ai?? uma fonte de A?gua pura. Os/as catequistas a conhecem bem. Bebem dessa A?gua todos os dias. Ai?? A?gua que mata a sede de Deus. Ou melhor, aumenta a sede de justiAi??a, de amor e de fraternidade.

A PALAVRA DE DEUS ATINGE A PESSOA. Atinge a pessoa e o coraAi??A?o. Requer conversA?o. AdesA?o. (Moises: Ex3, 1-15; Maria: Lc 1, 26-38; Zaqueu: Lc 19, 1-10; Samaritana: Jo 4, 7-34).

A PALAVRA DE DEUS FORMA COMUNIDADE. O convertido forma comunidade. Une-se ao povo. Compartilha.(MoisAi??s: Ex 4, 18-31; At 2, 42-47).

A PALAVRA DE DEUS TRANSFORMA A REALIDADE. A Palavra de Deus atinge, ai??i?? forma comunidade e transforma. Arranca do pecado e do comodismo. (Ex 12, 1-26; Lc 24, 13-35).

A PALAVRA DE DEUS LEVA Ai?? CONTEMPLAAi??A?O. VocA?s que se converteram, vA?o pelo mundo anunciar Jesus ressuscitado. (Mt 28, 15-20). Anunciar requer suor, esforAi??o, renA?ncia, martAi??rio.

O/A catequista precisa buscar forAi??a na OraAi??A?o. O/A catequista nA?o Ai?? um professor de textos, mas uma testemunha que se encontra com Deus e com a comunidade, atravAi??s da OraAi??A?o.

A PALAVRA DE DEUS DESPERTA A ESPERANAi??A. O/A catequista Ai?? o peregrino da esperanAi??a. Trabalha por causa do Senhor. ConstrA?i um mundo novo, de justiAi??a, fraternidade, comunidade, um mundo segundo Deus.

A Catequese Renovada deve levar em conta duas realidades: de um lado existe muita gente perdendo a esperanAi??a, caindo Ai?? beira da estrada, ora por situaAi??Ai??es humanas, ora pobreza, ora desilusA?o da vida, ora enfraquecimento da fAi??. Por outro lado, muita gente vive afastada de Deus porque coloca o dinheiro, o prazer e o poder acima de Deus. Ai?? por isso que a tarefa da catequese Ai?? fazer chegar a mensagem a todos. Essa tarefa parece difAi??cil. Talvez, o caminho melhor seja aquele de re-descobrir aquilo que Deus fez com a gente, para fazermos como Ele fez. O/A catequista tem a tarefa de ajudar as pessoas a entender a Palavra de Deus, levA?-las a se converterem cada vez mais Ai?? alianAi??a com Deus e com os irmA?os; a se inserirem na comunidade de fAi?? e assumirem, em nome de Jesus, compromissos na comunidade. A catequese renovada deve ajudar as pessoas a ligar a fAi?? com a vida.

Toda BAi??blia Ai?? a narraAi??A?o, sob a inspiraAi??A?o do EspAi??rito Santo, das experiA?ncias concretas de um Povo Ai?? procura de Deus e da aAi??A?o desse Deus, se revelando a este Povo. Por isso, a BAi??blia, como principal fonte de fAi??, deve ser lida no contexto da vida, porAi??m Ai?? luz da TradiAi??A?o e do MagistAi??rio, que sA?o a garantia para nA?s de uma correta interpretaAi??A?o DV 2-6; P. 372; 1001, CR 176; DNC 107.

1.Ai??A Palavra de Deus Ai?? a fonte principal da Catequese; convoca, constrA?i e alimenta a comunidade.

2.Ai??Ajuda a comunidade a ler sua prA?pria vida, seus valores, sua cultura e suas situaAi??Ai??es concretas e a interpretA?-las como HistA?ria da SalvaAi??A?o.

3.Ai??Jesus Cristo Ai?? o ponto de referA?ncia que dA? sentido e unifica todas as partes da BAi??blia.

4.Ai??A BAi??blia Ai?? o livro por excelA?ncia da comunidade. A leitura e a interpretaAi??A?o devem ser feitas com fidelidade ao povo.

5.Ai??Ai?? necessA?rio um diA?logo constante entre os/as catequistas e os estudiosos da BAi??blia.

6.Ai??A leitura e o estudo sA?o tambAi??m, fonte de espiritualidade e de amadurecimento da fAi?? para os catequistas.

7.Ai??A aAi??A?o dos catequistas nA?o se reduz apenas Ai?? leitura e aplicaAi??A?o da BAi??blia Ai?? vida, mas levarA? tambAi??m os catequizandos Ai?? celebraAi??A?o da Liturgia.

8.Ai??Uma Catequese bAi??blica formarA? cristA?os maduros, capazes de transformar o mundo e promover os direitos humanos.

9.Ai??O povo tem fome de Deus, da Palavra. Ai?? tarefa do/a catequista promover a leitura da BAi??blia, atravAi??s de: encontros, estudos especiais, cAi??rculos bAi??blicos, grupos bAi??blicos em famAi??lia…

10.Ai??Todo encontro de catequese Ai?? encontro com a Palavra.

Autora: IrmA? Marlene BertoldiAi??


Ai??

jonas

Jonas- Rebeldia x MisericA?rdia


Setembro Ai?? o mA?s dedicado Ai?? BAi??blia, fonte da catequese. Neste ano, somos convidados a refletir sobre o Livro de Jonas que nos questiona sobre a nossa relaAi??A?o com Deus e a compreensA?o da nossa missA?o.

O livro de Jonas Ai?? uma novela bAi??blica que usa a realidade colorida com a fantasia para ensinar-nos que Deus nA?o Ai?? manipulado por mA?os humanas, tampouco Ai?? exclusivo de um A?nico povo. Composto provavelmente no final do perAi??odo persa (Sec. IV), possui quatro capAi??tulos em quarenta oito versAi??culos e narra a histA?ria do profeta Jonas cumprindo a missA?o que recebeu em meio a questionamentos e preconceitos.


Mergulhando em suas pA?ginas, encontramos:

CapAi??tulo 1:Ai??– Jonas recebe a missA?o de Deus para ir a NAi??nive e chamA?-los Ai?? conversA?o. Mas ele foge pegando um barco na direAi??A?o contrA?ria.

– Uma grande tempestade assusta os tripulantes do barco que sA?o politeAi??stas e rezam para que seus deuses acalmem a tempestade, porAi??m Jonas permanece dormindo no interior da embarcaAi??A?o. O capitA?o lhe chama a atenAi??A?o e pede que ele recorra ao seu deus, mas o profeta nA?o o faz.

– Tiram a sorte para saber quem provocou a ira dos deuses e ela recai sobre Jonas. Questionado se identifica como hebreu temente a Deus Criador, e manda que o joguem no mar.

– Eles tentam outra alternativa, mas como o mar nA?o abranda sua fA?ria, Jonas Ai?? jogado nele, que se acalma, fazendo com que os marinheiros prestem culto a Deus.

CapAi??tulo 2:Ai??- Jonas Ai?? engolido por um grande peixe e permanece em seu ventre por trA?s dias e trA?s noites.

– O profeta, enfim, reza e destaca a importA?ncia do Templo.

– Deus ordena que o peixe vomite Jonas em terra firme.

CapAi??tulo 3:Ai??- Deus manda novamente Jonas Ai?? NAi??nive e ele obedece.

– Diante do anA?ncio de Jonas, a cidade inteira se converte e, vendo isto, Deus decide nA?o mais os castigar.

CapAi??tulo 4:Ai??– Jonas se irrita pela cidade nA?o ter sido castigada e Deus, atravAi??s de uma mamoneira lhe ensina o que Ai?? compaixA?o.

Compreendendo o texto:

JonasAi??– representa o judeu que rejeita os outros povos, achando-se o A?nico ai???merecedorai??? da atenAi??A?o de Deus. Ele conhece a misericA?rdia divina, mas tem dificuldade em compreendA?-la com relaAi??A?o aos estrangeiros. Em vez de fazer jus ao seu nome (Jonas = pomba = mansidA?o), Ai?? rebelde, quer ditar as regras. NA?o entende que Deus Ai?? inclusA?o, mas este o ensina, na tempestade, a ser dA?cil a sua vontade; na barriga do peixe, a se converter; na morte da mamoneira, a compreender a dimensA?o do seu amor.

Deus mostra que toda a humanidade Ai?? alvo da sua misericA?rdia. Ensina os seus propagadores a compreenderem sua mensagem e serem dA?ceis a sua vontade. Ele Ai?? quem decide o local de salvaAi??A?o da humanidade e nA?o se deixa engaiolar.

MarinheirosAi??- Expressam a diversidade de crenAi??as, a ligaAi??A?o com o sagrado e a capacidade de reconhecA?-lo, convertendo-se. Mostram que a bondade e a capacidade de trabalhar juntos em prol de um objetivo maior sA?o inerentes Ai?? natureza humana.

PeixeAi??- simboliza tempo necessA?rio para ocorrer uma mudanAi??a: a ai???morteai??? que leva Ai?? conversA?o no caso de Jonas; a ressurreiAi??A?o no caso de Jesus.

NAi??niveAi??- A cidade foi capital da AssAi??ria, naAi??A?o que destruiu Israel (Reino do Norte) em 722 a.C. Ela nA?o existia mais quando este livro foi redigido, nele NAi??nive simboliza os estrangeiros que eram vistos pelos judeus como impuros e maus. Expressa a capacidade de qualquer pessoa em acolher a Palavra de Deus quando lhe Ai?? anunciada. Questiona todas as atitudes de exclusA?o que impedem a vida plena.

Remexendo as pA?ginas sagradas, encontramos vA?rios exemplos que expressam a inclusA?o de todos os povos no plano salvAi??fico divino: Jesus curando estrangeiros; Pedro, na casa de CornAi??lio, aprende a nA?o fazer distinAi??A?o de pessoas; o evangelho Ai?? propagado por todo o mundo.


O que Jonas ensina aos catequistas hoje:

  • Buscar compreender e aceitar a missA?o recebida.
  • NA?o fazer exclusA?o de ninguAi??m, nem querer escolher catequizandos ai???perfeitosai???.
  • Estar em constante processo de conversA?o.
  • Ser dA?cil Ai?? vontade de Deus.
  • Ter consciA?ncia de que Deus nA?o se prende a nossa vontade para agir.
  • Praticar a misericA?rdia divina.

Mergulhando nas pA?ginas deste livro, vocA? vai encontrar mais ensinamentos, aventure-se!


Catequista Miriane Priscila Paim

deixe um comentário