Avaliar para caminhar melhor

Avaliar para caminhar melhor


Chegando ao final de um ano, duas coisas são importantes: olhar para trás rever a caminhada feita e agradecer a Deus, aos irmãos e irmãs, ao planeta em que vivemos e a nós mesmos.

Rever nos permite ver de novo a caminhada feita. É consciência, hoje, de como agimos ontem, para melhor agir amanhã. Rever a caminhada nos permite perceber as forças e as oportunidades que tivemos para construir um processo de fé melhor. Mas é necessário perceber as fraquezas que persistem como desafios, que precisamos enfrentar.

Neste ano, nós nos propusemos a entender e aprofundar a Iniciação à Vida Cristã. Olhando para o processo de educação da fé dos nossos cristãos e cristãs, hoje, este tem sido “pobre e fragmentado” (DA 287)

Podemos nos perguntar?

Neste ano, a quem atingimos dentro da Iniciação à Vida Cristã? Os adultos foram os mais envolvidos?

A caminhada na fé para eles foi um verdadeiro encontro com Jesus Cristo, uma experiência de vida que os encantou, empolgou no amor a Deus e aos irmãos?

E nós, nos consideramos iniciados? Crescemos na amizade com Jesus a ponto de querer imitá-lo sempre mais, seguir o seu jeito e ter as suas atitudes?

Outros elementos nos ajudam a perceber se estamos no caminho da Iniciação à Vida Cristã.

– o esforço de mudar de vida, através de um processo de conversão para tornar-nos novas criaturas.

– a consciência do discipulado na escola do Mestre. Nesta escola a Palavra de Deus é fundamental. Ela nos ensina a amar e servir melhor a Deus e aos irmãos.

– o engajamento na comunidade permite maior envolvimento, presença, testemunho de vida. Os catequizandos vibraram ao conhecer e amar a Jesus a ponto de exclamarem “Nós encontramos o Senhor”?

– A celebração é parte conjunta com a catequese. É nela que unimos fé, oração e vida sacramental. A celebração faz parte da minha vida? Sinto necessidade de estar em comunidade celebrando os mistérios da fé?

– A missão é a realização da vocação do catequista. Para a pessoa iniciada faz parte anunciar, pregar, divulgar por todos os cantos, as maravilhas do amor de Deus. “Não podemos deixar de falar o que vimos e ouvimos” (At 4, 20).

– O testemunho vem pelas atitudes. O mundo de hoje está carente de valores. É o amor, a justiça, a partilha, a paz que queremos testemunhar. Nesta vivência queremos acolher Jesus. “É Ele que vem para nos salvar” (Is 35, 4).

Desejamos um Feliz Natal. Que sejamos revestidos da luz do Deus-Menino para iluminar com alegria a todos que nos rodeiam.

Abraçamos a todos os leitores/as.

Abraçamos, dizendo obrigada, a todos os que colaboraram com os conteúdos, durante o ano de 2010.

deixe um comentário