Celebração da CF-2014

Celebração da CF-2014
Fraternidade e Tráfico Humano
“É para a liberdade que Cristo nos libertou”
(Gl 5,1) 


Anim.: Sejam todas e todos bem vindos para esta celebração, onde refletiremos e meditaremos sobre o Deus da vida que nos criou a “sua Imagem e semelhança” e nos quer como filhos e filhas livres, vivendo a dignidade que Ele nos concedeu (cf Gn 1,26). Iniciaremos cantando o hino da CF 2014:

Canto: É para a liberdade que Cristo nos libertou, Jesus libertador!

É para a liberdade que Cristo nos libertou! (Gl 5,1)

1. Deus não quer ver seus filhos sendo escravizados, à semelhança e à sua imagem, os criou. (Cf. Gn 1,27)

Na cruz de Cristo, foram todos resgatados, pra liberdade é que Jesus nos libertou! (Gl 5,1)

2. Há tanta gente que, ao buscar nova alvorada, sai pela estrada a procurar libertação; mas como é triste ver, ao fim da caminhada, que foi levada a trabalhar na escravidão!

Anim.: O tempo quaresmal convida-nos a fixar confiantes nossos olhos em Cristo, que, na cruz, se faz solidário com os que sofrem, por situações em que a pessoa é ferida na sua dignidade, por ter sido submetida ao tráfico, através da exploração sexual, trabalho escravo, preconceitos raciais, tráfico de órgãos…

Vamos expressar nosso pedido de perdão a Deus pelo drama humano vivido por muitas pessoas, através do tráfico, sendo cerceadas em sua liberdade.

(Convidar algumas pessoas para fazerem seu pedido de perdão, rasgando, destruindo as correntes de papel).

1)  Perdão, Senhor, pela cultura do bem estar, que nos leva a pensar somente em nós mesmos, tornando-nos insensíveis à dor do outro.

Todos: É para a liberdade que Cristo nos libertou.

2)  Perdão, Senhor, pela crueldade que há no mundo e em nós  mesmos quando somos indiferentes, passivos, não nos movendo a realizar alguma prática de fraternidade em favor dos menos favorecidos.

Todos: É para a liberdade que Cristo nos libertou.

3)  Perdão, Senhor, quando sabemos, mas fechamos os olhos, diante da exploração, que atinge principalmente mulheres, crianças, adolescentes, no mercado do sexo e a exploração de trabalhadores escravizados em atividades produtivas.

Todos: É para a liberdade que Cristo nos libertou.

4)  Perdão, Senhor, pela exploração humana que acontece através da remoção e venda de órgãos de doadores involuntários.

Todos: É para a liberdade que Cristo nos libertou.

5)  Perdão, Senhor, pela insensibilidade e ganância que acontece no tráfico de crianças e adolescentes, através de redes internacionais.

Todos: É para a liberdade que Cristo nos libertou.

Canto: Eis o tempo de conversão/ Eis o dia da Salvação.

Ao Pai voltemos, juntos andemos/ Eis o tempo de conversão.

Anim.: A Sagrada Escritura é uma grande narrativa do agir de Deus em favor da liberdade e dignidade humana.

Leitor 1: Jesus concretizou em seu projeto de vida, o Evangelho, anunciando a boa notícia da libertação dos oprimidos, devolvendo-lhe a dignidade.

Todos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida (Jo 14,6).

Leitor 2: Jesus nunca relativizou a dor e a aflição do povo. Foi ao encontro das pessoas, acolhendo a miséria humana.

Todos: Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas. O bom pastor dá a vida por elas. (Jo 10,1-14)

Anim.: Jesus no trato com as pessoas em suas dores, sofrimentos e necessidades, sempre usou a compaixão, nunca a exclusão.

Vamos ouvir o que nos fala a Palavra de Deus acolhendo-a cantando.

Canto: Fala, Senhor, fala Senhor Palavra de Fraternidade

1- A tua Palavra /É fonte que corre,/Penetra e não morre, /Não seca jamais.

2- A tua Palavra, /Que a terra alcança /É luz, esperança /Que faz caminhar.

Leitor 3: Leitura do Evangelho escrito por Lucas 13,10-13.

(minutos de silêncio)

Anim.: Jesus liberta os encurvados das amarras da escravidão, e da submissão. Aqui a mulher é o símbolo do povo que carrega fardos pesadíssimos.

Encurvado era o termo figurado mais usado para designar os fracos e oprimidos. Tratando-se de uma mulher toda curvada, estamos diante da mais subjugada dos oprimidos.

1) Quem são os encurvados, hoje? Por que?

2) “Jesus colocou as mãos sobre ela e imediatamente a mulher se endireitou e começou a louvar a Deus.

O que precisamos endireitar em nossas comunidades para vivermos, a exemplo de Jesus uma prática fraterna, nesta CF 2014?

(silêncio e partilha)

Canto: 1 – Somos gente da esperança que caminha rumo ao Pai.
Somos povo da Aliança que já sabe aonde vai.

De mãos dadas a caminho porque juntos somos mais.
Pra cantar o novo hino de esperança, amor e paz.

2 – Para que o mundo creia na justiça e no amor,
Formaremos um só povo, num só Deus, num só Pastor.

Anim: Deus é compassivo e misericordioso. Jesus foi a presença viva da misericórdia do Pai no meio do povo. Ele veio mostrar o grande sonho de Deus: vida e liberdade para todos.

Rezemos em dois grupos o Salmo 102

T: O Senhor é bondoso e compassivo!

A: Bendize, ó, minha alma, ao Senhor, e todo o meu ser, seu santo nome!

Bendize, ó, minha alma, ao Senhor, não te esqueças de nenhum de seus favores!

T: O Senhor é bondoso e compassivo!

B: Quanto os céus por sobre a terra se elevam, tanto é grande o seu amor aos que o temem; como um pai se compadece de seus filhos, o Senhor tem compaixão dos que o temem.

T: O Senhor é bondoso e compassivo!

A: O Senhor realiza obras de justiça e garante o direito aos oprimidos; revelou os seus caminhos a Moisés, e aos filhos de Israel, seus grandes feitos.

T: O Senhor é bondoso e compassivo!

Canto: Senhor, o Deus dos pobres, do povo sofredor,/ aqui nos reuniu para cantar o seu louvor,pra nos dar esperança e contar com sua mão/ na construção do Reino, Reino novo, povo irmão.

Anim.: A grande maioria das pessoas traficadas é pobre e está em situação de vulnerabilidade.

Pedimos a Deus, que diante das dores das pessoas traficadas, possamos apontar caminhos de esperança e de libertação.

Rezemos juntos a oração da CF 2014:

Todos: Ó Deus, sempre ouvis o clamor do vosso povo e vos compadeceis dos oprimidos e escravizados.

Fazei que experimentem a libertação da cruz e a ressurrreição de Jesus.

Nós vos pedimos pelos que sofrem o flagelo do tráfico humano.

Convertei-nos pela força do vosso Espírito, e tornai-nos sensíveis às dores destes nossos irmãos.

Comprometidos na superação deste mal, vivamos como vossos filhos e filhas, na liberdade e na paz.

Por Cristo nosso Senhor.
Amém!

deixe um comentário