Conteúdo da Celebração da CF 2016.

Celebração da CF 2016

Nossa Casa Comum, nossa responsabilidade
icone_download


Ambiente com símbolos: Globo, Jarra de água, bacia com terra, sementes, folhas secas e folhas verdes, uma plantinha, pedras, frutos, cruz, flores e bíblia. (Formar com estes símbolos um caminho. No meio desse colocar ações como: cuidar, preservar, cultivar, respeitar, conhecer, reusar, recolocar, replantar, participar, contribuir. Alguém segura o globo, outros pegam algum símbolo que acha importante para sobrevivência do ser humano, enquanto se canta o hino da campanha).   

Hino CF 2016:

01 – Eis, ó meu povo o tempo favorável da conversão que te faz mais feliz; da construção de um mundo sustentável, “Casa Comum” é teu Senhor quem diz:

Refrão: Quero ver, como fonte o direito a brotar, a gestar tempo novo: e a justiça, qual rio em seu leito, dar mais vida pra vida do povo.

02 – Eu te carrego sobre as minhas asas, te fiz a terra com mãos de ternura;
vem, povo meu, cuidar da nossa casa! Eu sonho verde, o ar, a água pura.

03 – Te dei um mundo de beleza e cores, tu me devolves esgoto e fumaça.
Criei sementes de remédio e flores; Semeias lixo pelas tuas praças.

04 – Justiça e paz, saúde e amor têm pressa; mas, não te esqueças, há uma condição: o saneamento de um lugar começa por sanear o próprio coração.

05 – Eu sonho ver o pobre, o excluído sentar-se à mesa da fraternidade;
governo e povo trabalhando unidos na construção da nova sociedade.

1. Motivação e saudação 

Anim.: Nosso Planeta é a casa onde todos nós moramos. Por incrível que pareça, a nossa Casa Comum, o Planeta Terra, diante da imensidão do universo, é minúsculo, mas é aonde pulsa a variedade de vida, beleza de um Deus criador. Ele colocou tudo nas mãos do ser humano, para que tudo seja cuidado, respeitado, admirado. O ser humano é o colaborador na construção de um modelo de vida que tem futuro e esperança.

  1. a) Repetir alguma frase ou palavras que chamaram atenção do hino.
  2. b) Fazer preces de louvor, utilizando palavras do hino. 

2. Anim.: Vamos pedir perdão a Deus, porque através de nossas ações estragamos o que Ele nos deu de presente para que todos tivessem vida digna, isto é, alimento propício, saúde cuidada, moradia adequada e saneamento apropriado.

Todos: Perdão, Senhor de misericórdia, quando de forma egoísta, nos omitimos na defesa de nossa Casa Comum. Ajuda-nos, com a tua graça para que o saneamento básico seja um compromisso de todos.

Leitor 1 – Pelas vezes que não nos preocupamos com o meio ambiente, não nos importando com o lixo espalhado pelas ruas e praças. Pedimos perdão.

Leitor 2 – Pelas vezes que esbanjamos água e ainda quando transformamos os rios de águas cristalinas em correntes sujas e fétidas. Pedimos perdão.

Leitor 3 – Pelas vezes que estragamos a nossa vida, comendo alimentos enlatados, bebendo refrigerantes, cheios de produtos químicos. Pedimos perdão.

Leitor 4 – Pelas vezes que maltratamos as águas dos rios, dos mares, jogando os dejetos de muitos esgotos, matando a vida biológica presente em suas águas. Pedimos perdão.

Leitor 5 – Pelas vezes que a terra foi transformada em simples mercadoria para produzir lucro e exploração do ser humano. Pedimos perdão.

 

3. Cantar ou rezar:

Quando o dia da paz renascer, quando o sol da esperança brilhar, eu vou cantar./ Quando o povo nas ruas sorrir, e a roseira de novo florir, eu vou cantar./ Quando as cercas caírem no chão, quando as mesas se encherem de pão, eu vou cantar./ Quando os muros que cercam os jardins, destruídos então os jasmins, vão perfumar. 

Vai ser tão bonito se ouvir a canção, cantada, de novo.

No olhar da gente a certeza do irmão, reinado do povo.

 

4. A Palavra de Deus abre o nosso coração e a nossa mente para uma atenta conversão. 

Anim: A Palavra de Deus nos ensina a cuidar de tudo e de todos, não pela ambição, mas pelo gosto de defender e promover a vida, o dom mais precioso de Deus.

Vamos acolher a Palavra cantando:

Canto: Fala, Senhor, fala Senhor, Palavra de Fraternidade! Fala Senhor, fala Senhor. És luz da humanidade! 

– A tua Palavra/ é fonte que corre,/ penetra e não morre,/ não seca jamais.

– A tua Palavra/ que a terra alcança/ é luz, esperança/que faz caminhar.

– A tua Palavra,/ farol de justiça,/que vence a cobiça,/ é benção e paz.

Leitor 6 – Leitura do profeta Amós 5,21-24

Todos: Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca (Am 5,24).

(minutos de silêncio)

Anim: A Palavra de Deus nos converte e nos compromete. O texto de Amós nos fala: “quero ver”. É o que quer ver acontecer, nesta Campanha da Fraternidade Ecumênica, com o meio ambiente: água tratada para todos, prioridade do saneamento básico em todos os locais, prevenindo contra doenças.

Anim: Vamos partilhar em conjunto a Palavra:

– Quando o Profeta Amós fala em direito e justiça, que significado tem para nós, hoje?

– Olhando para o saneamento básico em nossos locais de moradia, até que ponto nos empenhamos, para que a justiça e o direito se concretizem?

 

5. Aprofundando a Palavra 

Anim.: A Bíblia é uma revelação progressiva, isto é, de um Deus que vai se aproximando do ser humano de muitas maneiras e de forma misericordiosa.

Leitor 1: Antes de Jesus Cristo, os profetas já anunciaram aspectos importantes com relação ao direito e à justiça. É o caso de Amós que quer trazer presente as relações das pessoas entre si, mas também, com a natureza, percebida como dom de Deus.

Leitor 2: Garantir direitos essenciais para a vida humana de todos é cuidar bem do planeta. Isto faz parte dessa justiça que os profetas proclamam como vontade de Deus. 

Todos: Temos a tarefa de sermos jardineiros e jardineiras de um planeta que reflete a harmonia desejada por Deus. 

6. Anim.: Em forma de prece vamos nos comprometer, cuidando da nossa casa comum. (Distribuir as ações que estão no caminho).

7. Anim.: Invocamos a Deus criador inspirando-nos no Pai Nosso Ecumênico:

Todos: Para todos, o Pai, o pão e a paz. 

Leitor 1: Senhor, que não faltem boa terra e trigais com muitas sementes. 

Todos: Pai nosso que estás nos céus. 

Leitor 2: Senhor, queremos ser irmãos, sem exclusões e poder chamar-te de Pai.

Todos: Santificado seja teu nome. 

Leitor 3: Santificado seja o teu nome em todas as criaturas existentes na nossa Casa Comum.

Todos: Venha o teu reino. Seja feita a tua vontade. 

Leitor 4: Que o teu Reino, Senhor, esteja presente em todas as relações dos povos. Que essas sejam fraternas, solidárias, ternas e misericordiosas. 

Todos: Dá-nos hoje o pão nosso de cada dia. 

Leitor 5: Senhor, ajuda-nos a superar as dificuldades. Dá-nos um coração generoso para que não falte o pão em nenhuma casa. 

Todos: Perdoa as nossas dívidas, assim como nós nos perdoamos. 

Leitor 6: Senhor, que estejamos dispostos a perdoar sempre, para enchermos o mundo de paz. 

Todos: Fortalece-nos na hora da tentação; livra-nos do mal. 

Leitor 7: Livra-nos, Senhor, da tentação de destruirmos a tua e nossa Casa Comum. 

Todos: Teu é o Reino, o poder e a glória. 

Leitor 8: Senhor, sonhamos com o teu reinado, na família humana unida num só grito: direito e justiça para todos e para a terra, nossa Casa Comum. 

Todos: Teu é o Reino, o poder e a glória. 

 

8. Cantar ou rezar: 

1- Somos gente da esperança/ Que caminha rumo ao Pai./ Somos povo da aliança/ que já sabe aonde vai.

De mãos dadas a caminho/ Porque juntos somos mais,/Pra cantar um novo hino/ De unidade, amor e paz.

2- Para que o mundo creia/ Na justiça e no amor,/ Formaremos um só povo,/Num só Deus, um só pastor.

3- Todo irmão é convidado/ Para a festa em comum:/ Celebrar a nova vida/ Onde todos sejam um.


9. Rezemos juntos a oração da CF 2016

Deus da vida, da justiça e do amor,

Tu fizeste com ternura o nosso planeta,

Morada de todas as espécies e povos.

Dá-nos assumir, na força da fé

E em irmandade ecumênica,

A corresponsabilidade na construção

De um mundo sustentável e justo, para todos.

No seguimento de Jesus,

Com a Alegria do Evangelho

E com a opção pelos pobres.

Amém!

 

9. Cantar ou rezar (CD CF 2016) 

Planeta das águas

Nossa Casa Comum/ É o planeta das águas/ Um presente de Deus/ para a gente cuidar/ Uma vida de paz/ É direito de todos. É a graça de Deus/ Sobre a Criação/ Mas as forças da morte/ se juntaram pra plantar/ Fome, morte, doença. Desperdício e exclusão/ Deus levanta o seu povo /Pra lutar sem descansar. Até que corra justiça/ Como um rio de água limpa/ Para nunca mais secar/ Pra nunca mais secar.


logo_catequese_header_menor
Rua Esteves Júnior, 447 – (48) 3224-4799
88015-130  –  Florianópolis –  SC
E-mail: catequese@arquifln.org.br
Site:www.catequesefloripa.org.br

deixe um comentário