CelebraA�A?o MissionA?ria 14

CelebraA�A?o MissionA?ria


Canto Inicial:1. O Senhor me chamou a trabalhar, a messe A� grande ceifar. A Ceifar, o Senhor me chamou, Senhor, aqui estou! Senhor aqui estou!

Vai trabalhar pelo mundo afora! Eu estarei atA� o fim contigo! EstA? na hora, o Senhor me chamou. Senhor, aqui estou! Senhor, aqui estou!

Dirigente: A Igreja A� essencialmente missionA?ria. Cristo foi o enviado do Pai para trazer A� humanidade a boa nova do Reino. Jesus confiou aos apA?stolos a missA?o de irem pregar pelo mundo a mensagem da SalvaA�A?o. Que a Igreja de hoje continue fiel A� ordem do Mestre: a�?Ide e pregai o Evangelho a toda criaturaa�?. AbenA�oai, Senhor, o trabalho dos missionA?rios.

Todos: Senhor, que cresA�a sempre mais o espA�rito missionA?rio na Igreja. E em todo o mundo seja ouvida a Boa-Nova da SalvaA�A?o. que em nossa pA?tria o projeto das Igrejas-irmA?s seja expressA?o viva do espA�rito missionA?rio de nossa Igreja.

D.: Senhor nosso Deus, vA?s fizestes bem todas as coisas. Ordenai os passos daqueles que vos amam e que enveredam por tantos caminhos desconhecidos, a fim de anunciar a Boa-Nova do vosso amor. Dai-lhes inflamado amor a fim de que desempenhem com justiA�a e liberdade a missA?o que lhes confiastes para a vossa glA?ria.

T.: VA?s queA� pensastes em tudo e em todos, dando vida e vigor a todas as pessoas, nA?o esqueA�ais, Senhor, aqueles que se dedicam A� obra evangelizadora, principalmente os missionA?rios. VA?s que protegeis todas as raA�as e povos, ouvi o clamor de todos os missionA?rios, especialmente dos que desenvolvem seu trabalho na AmA�rica Latina, para que haja menos perseguidos, menos cobiA�a, menos desarmonia. Dai-lhes redobrado zelo e amor pela missA?o para que todos conheA�am a liberdade.

D.: VA?s que fizestes do ApA?stolo Paulo um ardoroso missionA?rio, por sua intercessA?o, sejam abenA�oados todos os missionA?rios. Derramai sobre eles o espA�rito de Verdade para que possam viver o que anunciam.

T.: Inspirai, enfim, no coraA�A?o de muitos jovens o gosto pelas missA�es, para que em toda a terra se cante a vossa glA?ria. AmA�m.

Canto: 1. Um dia escutei teu chamado, divino recado, batendo no coraA�A?o. Deixei desta vida as promessas e fui bem depressa no rumo da tua mA?o!

Tu A�s a razA?o da jornada, tu A�s minha estrada, meu guia e meu fim. No grito que vem do meu povo te escuto de novo chamando por mim.

D.: a�?Pai, santifica-os na verdade. Assim como Tu me enviaste ao mundo, tambA�m eu os envio ao mundoa�?. a�?E rogo nA?o somente por eles, mas ainda por aqueles que mediante a palavra deles, hA?o de acreditar em Mima�?

T.: Estamos prontos, Senhor.

  1. : a�?Podeis beber o cA?lice que eu estou para beber e carregar o meu jugo?a�?

T.: Podemos com a graA�a, porque o a�?vosso jugo A� suave e o vosso peso A� levea�?

D.: a�?Eu vim trazer fogo A� terra, e que hei de querer senA?o que ele se ascenda?a�? a�?Todo aquele que mete a sua mA?o ao arado e olha para trA?s nA?o A� apto para o reino de Deusa�?.

T.: Senhor queremos ser vossos, inteiramente vossos: daqueles que nA?o duvidam; daqueles que nA?o desanimam; daqueles que nA?o conhecem meias medidas nem atitudes ambA�guas. NA?s vos rogamos que nos ensineis, que nos formeis, que nos venA�ais e nos inflameis em santa valentia.

D.: a�?VA?s sois o sal da terra e a luz do mundo… brilhe a vossa luz perante os homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que estA? nos cA�usa�?.

T.: Estamos prontos, Senhor.

D.: a�?Sem mim nada podeis fazer, mas quem permanece em mim e Eu nele, esse produz copioso fruto, porque eu sou a videira e vA?s os ramosa�?.

T. NA?s o sabemos, Senhor, mas tudo podemos com a vossa graA�a.

  1. O meu apA?stolo Paulo disse: a�?Eu plantei, Apolo regou. Mas Deus A� quem deu o crescimento. Assim nem o que planta A� alguma coisa, nem o que rega. Mas Deus, que dA? o crescimentoa�?.

T. NA?s somos os instrumentos, porA�m, os instrumentos responsA?veis pela sementeira. VA?s quereis usar das nossas mA?os para edificar o vosso Reino na terra.

  1. a�?Eu vos mando como ovelhas no meio dos lobos. Sede prudentes como as serpentes, e simples como as pombasa�?. a�?Lembrai-vos daquela palavra que Eu vos disse: NA?o A� o servo maior do que o seu Senhor. Se eles me perseguiram a Mim, tambA�m vos hA?o de perseguir a vA?sa�?.

T. Senhor, tambA�m dissestes: a�?Tende confianA�a, porque eu venci o mundoa�? NA?s confiamos em vA?s.

  1. a�?NA?o mais vos chamarei servos. Chamar-vos-ei amigos, porque vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai. NA?o fostes vA?s que me elegestes, mas fui eu quem vos escolhi e constituA� para que fosseis e produzA�sseis frutos, e o vosso fruto permaneA�a, para que tudo o que em meu nome pedirdes ao Pai, Ele vo-lo concedaa�?.

T. Senhor, sois nosso Deus e Mestre, sois nosso Chefe, IrmA?o e Amigo: sA? VA?s tendes palavras de vida eterna.A�A� Pai, somos nA?s o Povo Eleito, que Cristo veio reunir (bis).

1. Pra viver da sua vida, aleluia! O Senhor nos enviou, aleluia!

2. Pra ser Igreja peregrina, aleluia! O Senhor nos enviou, aleluia!

3. Pra anunciar o evangelho, Aleluia! O Senhor nos enviou, Aleluia!

4. Pra ser sinal de salvaA�A?o, Aleluia! O Senhor nos enviou, Aleluia!

D. Deus se serve de homens e mulheres para, sempre de novo, reconduzir seu povo ao caminho de seus planos, o que significa colocA?-lo dentro de sua vontade.

T. Senhor,A� chamai-nos, sempre de novo, para o vosso serviA�o.

  1. O apA?stolo deve, antes de tudo, ter-se encontrado com o Evangelho, dever ter-se deixado penetrar por ele e deixado desencadear, no fundo de si mesmo, o processo da conversA?o.

T.Senhor, revelai-nos vosso Evangelho, para nele encontrarmos o caminho da conversA?o pessoal. Senhor, dai-nos o dom da oraA�A?o, para que nela vos encontremos e encontremos a forA�a de fazer a vossa vontade. AmA�m

OraA�A?o pelas vocaA�A�es.

Senhor da messe e pastor do rebanho,/ faze ressoar em nossos ouvidos/ teu forte e suave convite: a�?Vem e segue-me!a�?/ Derrama sobre nA?s o teu EspA�rito,/ que ele nos dA? sabedoria para ver o caminho/ e generosidade para seguir tua voz./ Senhor, que a messe nA?o se perca por falta de operA?rios./ Desperta nossas comunidades para a missA?o./ Ensina nossa vida a ser serviA�o./ Fortalece os que querem dedicar-se ao Reino,/ na vida consagrada e religiosa./ Senhor, que o rebanho nA?o pereA�a por falta de pastores./ Sustenta a fidelidade dos nossos bispos,/ padres e ministros./ DA? perseveranA�a aos nossos seminaristas./ Desperta o coraA�A?o de nossos jovens/ para o ministA�rio pastoral em tua Igreja./ Senhor da messe e pastor do rebanho,/ chama-nos para o serviA�o de teu povo./ Maria, MA?e da Igreja,/ modelo e servidora do Evangelho,/ ajuda-nos a responder a�?sima�?. AmA�m.A�

Canto.

1. Quero ouvir teu apelo, Senhor, ao teu chamado de amor responder. Na alegria te quero servir, e anunciar o teu reino de amor.

E pelo mundo eu vou, cantando o teu amor, pois disponA�vel estou para servir-te, Senhor . (bis)

2. Dia a dia tua graA�a me dA?s; nela se apA?ia o meu caminhar. Se estA?s ao meu lado, Senhor, o que, entA?o, poderei eu temer

E pelo mundo eu vou, cantando o teu amor, pois disponA�vel estou para servir-te, Senhor . (bis)

deixe um comentário