Conhecer e Reconhecer

Conhecer e Reconhecer


Os dois verbos, ai???conhecer e reconhecerai???, sA?o fundamentais para a construAi??A?o de uma identidade qualquer. Isto exige ser prA?ximo e ter bom relacionamento, principalmente quando, o que deve ser conhecido, Ai?? pessoa humana. A convivA?ncia social e o diA?logo causam encontros, possibilitando maior identificaAi??A?o entre as pessoas. O individualismo Ai?? porta fechada para acontecer esse processo de conhecimento.

Um bom relacionamento estA? ligado ao conhecimento da conduta do outro. Sem isto, a afinidade nA?o deixa de ser superficial, vazia, e dificulta um compromisso sustentA?vel na convivA?ncia. ai???NinguAi??m ama aquilo que nA?o conheceai???. CaAi??mos no enfraquecimento das normas de direitos e deveres, abrindo espaAi??o para atitudes injustas.

O ser humano Ai?? muito complexo, com capacidade para prA?ticas de grandeza, orgulho, domAi??nio, auto-suficiA?ncia e coisas parecidas. Mas tambAi??m pode ter atitudes concretas de humildade e simplicidade, podendo, com isto, ajudar ou nA?o na fraternidade comunitA?ria. Portanto, as pessoas podem fazer o bem ou o mal dependendo de sua maneira de ser na convivA?ncia.

O cristA?o, ou o cidadA?o, nA?o pode ser arrogante, mas todos devem ter consciA?ncia de que o ser humano Ai?? dependente de Deus como princAi??pio de todas as coisas. Ai?? importante conhecer e reconhecer Jesus Cristo como presenAi??a de Deus na vida. Quem O conhece e reconhece Ai?? marcado pelo amor e pela prA?tica de justiAi??a.

Jesus se apresenta como o bom pastor, que conhece e reconhece suas ovelhas. Ele Ai?? diferente do mercenA?rio, que nA?o Ai?? reconhecido por elas. O mercenA?rio Ai?? um estranho, Ai??s vezes desconectado com os interesses e necessidades que elas tA?m. Ele abandona as ovelhas quando aparece um lobo perigoso e as deixa sem amparo.

Interessa ao bom pastor a vida plena e a dignidade das ovelhas. Ele tem bons propA?sitos e sai de si mesmo para ajudar a todos. Jesus criava intimidade com as pessoas, principalmente com as mais pobres e marginalizadas. Sua vida foi toda colocada a serviAi??o das ovelhas. PrA?tica quase impossAi??vel numa sociedade marcada por violA?ncia, egoAi??smo, consumismo, intolerA?ncia e falta de amor verdadeiro.


Dom Paulo Mendes PeixotoAi??/Ai??Arcebispo de Uberaba

deixe um comentário