Dinâmica a Partir da Oração de São Francisco

Dinâmica a Partir da Oração de São Francisco


Jesus, após a ressurreição deixa aos seus discípulos um grande presente: a paz.

Ele mesmo diz: “Dou-vos a paz, eu vos dou a minha paz. Eu vo-la dou não como o mundo a dá”( Jo 14,23-28).

Nas primeiras comunidades era de costume desejar-se a paz, sempre que se encontravam. O apóstolo Paulo também usa saudar as comunidades com uma saudação de paz: “Que a paz de Cristo reine em vossos corações”.

Por que, hoje a paz é tão difícil? Nós somos capazes de semear a paz, em vez de discórdias, brigas? Vamos utilizar a oração de São Francisco para exercitarmos práticas de paz. Assim ele rezava: Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz.

1) Copiar a oração em um cartão.

     Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz.

     Onde houver ódio, que eu leve o amor.

     Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.

     Onde houver discórdia, que eu leve a união.

     Onde houver dúvida, que eu leve a fé.

     Onde houver erro, que eu leve a verdade.

     Onde houver desespero, que eu leve a esperança.

     Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.

     Onde houver trevas, que eu leve a luz.

2) Rezar com o grupo a oração. Repetir a cada frase o refrão: Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz.

3) Sortear as palavras com o grupo (amor, perdão, união, fé, verdade, esperança, alegria, luz). Cada grupo formará um acróstico, com práticas a serem vividas, correspondentes a cada palavra. Isto pode ser em um papelógrafo. Exemplo abaixo:

AMOR

Ajuda-nos, Senhor, a sermos amorosos em nossas famílias.

Manda-nos, Senhor, a tua força para que sejamos pessoas de paz.

O amor e a justiça de Deus nos acompanhe sempre.

Reveste-nos, Senhor, com teu amor e proteção.

4) Formar dois grupos com os participantes. Cada subgrupo se colocará diante do outro. Um apresentará, em forma de mímica, os pecados da paz (ódio, ofensa, discórdia, dúvida, erro, desespero, tristeza, trevas).  E o outro as atitudes próprias para a prática da paz, também em forma de mímica (amor, perdão, união, fé, verdade, esperança, alegria, luz).

5) Distribuir cada frase em 8 subgrupos. As frases serão desenhadas em papelógrafo, formando dois quadros. Ao apresentar, cada subgrupo dirá como vivenciar, o que desenhou. Ex Onde houver ódio, que eu leve amor.

6) Apresentar frases da Palavra de Deus sobre as atitudes próprias para a vivência da paz. Estas podem ser repetidas, desenhadas, buscadas na bíblia. A frase escolhida pode ser escrita em folha A4 e fazer um desenho correspondente da vivência da paz na família, na escola, na comunidade….

a) Dou-vos um novo mandamento: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei (Jo 15,12-17).

b) Jesus disse: permanecei no meu amor (Jo 15,13).

c) Jesus disse à mulher: Por isso, te digo: seus numerosos pecados lhe foram perdoados (Lc 7, 47-50).

d) Se teu irmão pecar repreenda-o; se se arrepender, perdoa-lhe ( Lc 17,3-4).

e) Disse Jesus à mulher: Filha a tua fé te salvou. Vai em paz ( Mc 5, 34-35).

É bom falar e praticar atitudes de paz, pois necessitamos nos converter sempre, para tornar o mundo mais humano.


Irmã Marlene Bertoldi

deixe um comentário