Jogos e Brincadeiras

Jogos e BrincadeirasAi??


Os jogos ou brincadeiras sA?o formas de despertar o interesse e a boa educaAi??A?o para a convivA?ncia.

Tanto a crianAi??a, como o jovem e adulto gostam de jogos. EntA?o, por que nA?o aproveitA?-los na catequese?

Ai?? importante esclarecer que, em jogos catequAi??ticos, nA?o hA? prA?mios para os vencedores. Os participantes necessitam sentir a alegria e a gratuidade da convivA?ncia e da participaAi??A?o.

O valor do jogo Ai?? apresentado por Maria Salete Pereira em seu livro ai???Jogos na escola, nos grupos e na catequeseai???:

  • Ai?? fonte sadia de realizaAi??A?o e diversA?o;
  • Ai?? maneira de desenvolver-se fisicamente;
  • Ai?? estAi??mulo ao progresso, ao desenvolvimento da personalidade;
  • Ai?? aprendizado para a vida em sociedade;
  • Ai?? descoberta de capacidades e limites;
  • Ai?? meio de cura para traumas e complexos;
  • Ai?? descoberta do valor da pessoa humana;
  • Ai?? respeito pelo ser de cada um.

Ai??

Jogos:

Podem ser em forma de corrida, esconde-esconde, de perseguiAi??A?o, arremessos…

Corrida de colheresAi??ai??i?? Cada jogador equilibra uma bola de tA?nis (ou ovo ou qualquer bolinha) em uma colher de sobremesa e corre atAi?? uma linha demarcada no chA?o. O primeiro que conseguir colocar a bola em um recipiente disposto depois da linha, sem deixar cair, Ai?? o vencedor.

LoboAi??ai??i?? Demarca-se uma zona neutra. Um jogador Ai?? escolhido para ser o lobo. Os outros participantes formam um cAi??rculo em torno dele e falam:Ai??ai???Lobo, vocA? estA? pronto?ai???.Ai??Ele responde dramatizando a aAi??A?o:Ai??ai???NA?o, acabei de acordar e tenho que pA?r minhas meiasai???.Os participantes do cAi??rculo continuam fazendo perguntas:Ai??ai???VocA? estA? pronto?ai???Ai??A cada pergunta, o lobo inventa uma nova desculpa para retardar o inAi??cio do jogo atAi?? que, de surpresa, ele grita:Ai??ai???Estou pronto: e lA? vou eu!…ai???Ai??E tenta agarrar um dos participantes antes que ele chegue Ai?? A?rea neutra, para onde todos os jogadores devem correr, para nA?o serem pegos pelo lobo. O participante que for pego, serA? o novo lobo, ou sairA? da brincadeira.

A cauda do dragA?oAi??ai??i?? Os participantes formam uma coluna, colocando as mA?os na cintura do participante que estA? Ai?? sua frente. O que estiver na frente, serA? a cabeAi??a do dragA?o e o A?ltimo, a cauda. Quando o lAi??der der um sinal, a cabeAi??a tenta pegar a cauda, movimentando a coluna de modo a nA?o quebrA?-la. Assim que a cabeAi??a pegar a cauda, este A?ltimo sai do jogo. O jogo continua atAi?? que sobrem 2 jogadores.

Esquema de trabalho:

1 ai??i?? Fazer um levantamento de jogos e brincadeiras conhecidas e ou usadas na catequese (jogos populares, cantigas de rodas…).

2 ai??i?? EscrevA?-los (se forem animadores ou catequistas) e discuti-los como podem ser recriados e retrabalhados no grupo ou na catequese.

3 ai??i?? Levantar os objetivos que queremos alcanAi??ar, os conteA?dos, os valores a serem trabalhados.

4 ai??i?? Pensar no desenvolvimento e no processo do jogo.

5 ai??i?? Provocar uma reflexA?o sobre os valores e os contra-valores, percebidos no jogo.Ai??(Quem sA?o os personagens? Como se comportaram? Com quem nA?s nos parecemos? O que eles nos ensinam?).

6 ai??i?? Refletir a brincadeira, ligando com algum conteA?do ou texto bAi??blico.

7 ai??i?? Avaliar, a partir dos objetivos propostos, para cada jogo, ou brincadeira.

8 ai??i?? Avaliar a conduAi??A?o do processo na troca de saber, a participaAi??A?o, cooperaAi??A?o, o crescimento como pessoa e como grupo.Ai??


Ir. Marlene Bertoldi

deixe um comentário