Momentos Celebrativos para o Pentecostes

Momentos Celebrativos para a
ProclamaA�A?o da Solenidade de Pentecostes


(EspaA�o celebrativo: Na Igreja ou em outro local, os participantes podem se colocar em cA�rculo, ao redor de sA�mbolos que recordam a aA�A?o do EspA�rito Santo: a A?gua; o A?leo; o fogo; uma planta ou flor, que recorde a criaA�A?o; faixas com os dons do EspA�rito Santo. No momento oportuno, o motivador convide a olhar os sA�mbolos e pensar em seu significado. Pode-se cantar um refrA?o como: Vem, vem EspA�rito Santo de amor, vem ou EspA�rito de Deus, vem e fica aqui).

Animador: Estamos prA?ximos A� solenidade de Pentecostes. A vinda do EspA�rito Santo sobre os apA?stolos, depois da PA?scoa de Jesus, realiza-se tambA�m em cada um de nA?s. O EspA�rito Santo a�?renova a face da terraa�? (Sl 104,30), cria em nA?s um novo coraA�A?o, dA? coragem para testemunharmos a ressurreiA�A?o de Jesus.

Leitor 1: Os sA�mbolos do EspA�rito Santo recordam movimento, dinamismo, forA�a, energia. Ele A� o Deus que habita em nA?s, nos enche com seus dons, para vivermos como Jesus nos ensinou. TambA�m nos recorda e faz entender aquilo que Jesus revelou sobre Deus.

Leitor 2: Como os discA�pulos, reunidos com Maria no cenA?culo, aguardavam a manifestaA�A?o do EspA�rito Santo, para preenchA?-los com a certeza de que eram enviados para anunciar a Boa Nova de Deus, queremos nos abrir A� aA�A?o do EspA�rito Santo, para que nos preencha com seus dons.

Canto: Estaremos aqui reunidos
Estaremos aqui reunidos como estavam em JerusalA�m.
Pois sA? quando vivemos unidos A� que o EspA�rito Santo nos vem.
1. NinguA�m para esse vento passando,/ ninguA�m vA?, e ele sopra onde quer.
ForA�a igual tem o EspA�rito quando/ faz a Igreja de Cristo crescer.
2. Feita de homens a Igreja A� divina,/ pois o EspA�rito Santo a conduz/ Como um fogo
que aquece e ilumina/ que A� pureza, que A� vida, que A� luz.

Leitor 1: A Palavra de Deus, ao falar do momento do Pentecostes, diz que os discA�pulos estavam reunidos. O EspA�rito Santo desceu sobre eles, em forma de lA�nguas de fogo, e eles ficaram cheios de sua presenA�a. ComeA�aram, entA?o, a falar de Jesus a todos os que encontravam, em diversas lA�nguas. O anA?ncio de Jesus A� feito a todas as pessoas, porque ele morreu e ressuscitou por todos.

Leitor 2: Cada um de nA?s A� templo do EspA�rito Santo, porque fomos criados por Deus e chamados a participar da Igreja, pelo Batismo. A exemplo dos discA�pulos de Jesus nos Atos dos ApA?stolos, temos a missA?o de agir no mundo com o EspA�rito Santo que mora em nA?s. Como podemos fazer isso? OuA�amos a instruA�A?o de SA?o Paulo:

Canto de aclamaA�A?o A� Palavra de Deus: A� como a chuva que lava
/:A� como a chuva, que lava,/ A� como o fogo, que abrasa.
Tua Palavra A� assim:/ nA?o passa por mim sem deixar um sinal:/
(A BA�blia pode ser entronizada acompanhada de sete velas, que permanecem ao lado do leitor da Palavra durante a leitura).

Leitura bA�blica: 1Cor 12, 4-11
(Depois da leitura, deixar tempo para reflexA?o, propondo as seguintes questA�es: como coloco os dons que recebi de Deus a serviA�o da comunidade? Como vivo o fato de que o EspA�rito Santo habita em mim? Como posso promover a unidade a partir dos dons que recebi?).

Canto: Eu navegarei no oceano do EspA�rito
Eu navegarei no oceano do EspA�rito
E ali adorarei ao Deus do meu amor.
Eu adorarei ao Deus da minha vida,
Que me compreendeu sem nenhuma explicaA�A?o.
/:EspA�rito, EspA�rito,/ que desce como fogo,
Vem como em pentecostes/ e enche-me de novo.:/

Leitor 1: Em cada pessoa, o EspA�rito dA? sua graA�a para que seja colocada a serviA�o. Os dons do EspA�rito Santo sA?o muitos. Sua presenA�a no mundo nA?o pode ser definida, porque a�?o EspA�rito sopra onde quera�?. A BA�blia nos fala de alguns dons do EspA�rito:

Todos: Sabedoria, InteligA?ncia, Conselho, Fortaleza, CiA?ncia, Piedade, Temor de Deus.

Leitor 2: O EspA�rito de Deus se manifesta na criaA�A?o e na histA?ria. Sua presenA�a A� silenciosa, mas forte, impulsionante, transformadora. TambA�m em nA?s, na medida em que nos abrimos A� mudanA�a, o EspA�rito interpela para que percebamos a aA�A?o de Deus no mundo, os sinais dos tempos, pelos quais ele quer falar conosco.

Animador: FaA�amos nossas preces a partir dos dons do EspA�rito Santo, pedindo que nosso coraA�A?o seja fecundado com a graA�a de Deus.
(Preces espontA?neas. Por exemplo: Vinde, EspA�rito Santo, e dai-nos a Sabedoria, para sabermos discernir o que A� bom e agir conforme a vontade de Deus.)

Resposta das preces: Vinde, EspA�rito Santo, e renovai-nos.

Animador: Pedir que o Reino de Deus aconteA�a no meio de nA?s A� invocar a presenA�a do EspA�rito para que renove todas as coisas. Na confianA�a, seguindo as palavras de Jesus, rezemos: Pai Nosso…

Todos: A� Deus, que instruA�stes os coraA�A�es dos vossos fiA�is com a luz do EspA�rito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo EspA�rito, e gozemos sempre da sua consolaA�A?o. Por Cristo, Senhor nosso. AmA�m.

Animador: Inundados da presenA�a do Ressuscitado e do seu EspA�rito, testemunhemos o amor de Deus ao mundo. Em nome do Pai e do Filho e do EspA�rito Santo. AmA�m.
(Durante o canto, os participantes podem se cumprimentar, dizendo: a�?O EspA�rito Santo habita em nA?s. Aleluiaa�?.).

Canto: Povo Novo
Quando o espirito de Deus soprou,
o mundo inteiro se iluminou.
A esperanA�a na terra brotou
e o povo novo deu-se as mA?os e caminhou.

Lutar e crer, vencer a dor, louvar ao Criador!
JustiA�a e Paz hA?o de reinar e viva o amor!

deixe um comentário