O sentido comunitário das frutas

O sentido comunitário das frutas


Hoje, cada vez mais se acentua o isolamento. Com a chegada sofisticada dos meios de comunicação, as pessoas se distanciaram. É mais fácil falar com mil amigos no facebook, do que falar com um irmão que está dentro de casa. 

Este comportamento leva a um fechamento das pessoas, onde reina o egoísmo e uma competição estressante.
A cultura brasileira, porém, ainda conserva o sentido da festa, o prazer da convivência e a mistura de raças e povos.
Ainda vemos a aspiração por relações comunitárias, de fraternidade e amor mútuo.

Vivendo a CF 2015: “Fraternidade – Igreja e Sociedade”, queremos ressaltar o convívio comunitário, como uma das práticas de Jesus: no primeiro momento com a família e depois,
formando um grupo de discípulos que praticam a comunhão fraterna.
Vamos propor uma dinâmica com o uso de frutas.

Queremos observar como as frutas podem nos dar o sentido comunitário.
Um pé de mamão nunca tem um único fruto.
A banana, o fruto, vem em pencas. A laranjeira é carregada de laranjas e nenhuma diz para a outra: “Você precisa ficar pequena, magrinha, para eu crescer bastante.”

1. Dar a cada participante uma fruta: laranja, maçã, mamão, banana, goiaba, pêssego, uva, pera, caqui, manga … (podem trazer as frutas de casa. Tirar da internet figuras que representam estas frutas, ou ainda desenhar cada fruta). 

2. Discutir com o grupo:
Observar cada fruta: como é seu tamanho, as sementes, as cores, se é lisa ou áspera.

Qual seu sabor? Doce, ácido, gostoso.
Qual seu perfume? Forte, fraco, atraente ..
Quais os nutrientes? Muita água, vitaminas, sais …
* Que nutrientes precisamos para viver melhor a vida em comunidade? (família, escola, amigos, catequese).

3. Distribuir cartões com o desenho das frutas.

4. Reunir os participantes com os cartões iguais.
Responder: com que atitudes o nosso grupo pode se parecer com a fruta que temos?
5. A fruta não foi feita para ela mesma. O ser humano tem a ânsia de comunhão, de criar laços de afeto e de ternura; quer que o seu amor se expanda e vá ao encontro do outro. 

Jesus disse “Eu vim para servir” (Mt 10,45).
Esta frase significa amor aos outros. Só serve quem ama.
Escrever em formas de verbos como podemos servir.

Como a fruta serve?
Sendo comida, suco, pudim, bala, geleia …

O que significa servir?
Acolher, cuidar, valorizar, unir, partilhar …
completar até chegar alO verbos.

6. Fazer juntos uma bela salada de frutas. Cada um serve o outro.

7. Compromissos assumidos:
– Somos comunidade-família porque nos ajudamos mutuamente.
– Formamos uma comunidade com todos os colegas da sala porque nos respeitamos.
– Somos família-comunidade porque repartimos brinquedos, computador, lanche …
– Somos família-comunidade porque, quando brigamos, somos capazes de pedir desculpas ou perdão.

O que se quer entender com esta dinâmica é a importância de uma convivência harmoniosa, prazerosa com todos os membros da família e da comunidade.


Irmã Marlene Bertoldi

deixe um comentário