Plantamos e Regamos

Plantamos e Regamos


 


De vez em quando ajuda-nos recuar um passo e ver de longe.

O Reino nA?o estA? apenas alAi??m dos nossos esforAi??os,

EstA? tambAi??m para alAi??m das nossas visAi??es.

Na nossa vida, conseguimos cumprir apenas uma pequena parte

daquele maravilhoso empreendimento que Ai?? a obra de Deus.

Nada daquilo que fazemos estA? completo.

Isto quer dizer que o Reino estA? mais alAi??m de nA?s mesmos.

Nenhuma afirmaAi??A?o diz tudo o que se pode dizer.

Nenhuma oraAi??A?o exprime completamente a fAi??.

Nenhum credo contAi??m a perfeiAi??A?o.

Nenhuma visita pastoral traz consigo todas as soluAi??Ai??es.

Nenhum programa cumpre plenamente a missA?o da Igreja.

Nenhuma meta ou objetivo atinge a dimensA?o completa.

Disto se trata:

plantamos sementes que um dia nascerA?o.

Regamos sementes jA? plantadas,

sabendo que outros guardarA?o.

Pomos as bases de algo que se devolverA?.

Pomos o fermento que multiplicarA? as nossas capacidades.

NA?o podemos fazer tudo,

mas dA? uma sensaAi??A?o de liberdade iniciA?-lo.

DA?-nos a forAi??a de fazer qualquer coisa e fazA?-la bem.

Pode ficar incompleto, mas Ai?? um inAi??cio, o passo dum caminho.

Uma oportunidade para que a graAi??a de Deus entre

e faAi??a o resto.

Pode acontecer que nunca vejamos a sua perfeiAi??A?o,

mas esta Ai?? a diferenAi??a entre o mestre de obras e o trabalhador.

Somos trabalhadores, nA?o mestres de obras,

servidores, nA?o messias.

Somos profetas de um futuro que nA?o nos pertence. Ai??Ai??


Beato Oscar Romero