Quem são os responsáveis pela nossa crise?

Quem são os responsáveis pela nossa crise?


Num determinado momento da história ela surge de forma violenta, despertando pavor e desespero em toda humanidade. Como numa grande corrente todos procuram descobrir quem são seus responsáveis e as formas de superá-las.


Do que estamos falando?

Sem muito esforço, pode-se definir que estamos falando de algo que aflige a humanidade neste exato momento: a crise.


Mas qual crise?

A crise econômica, política, ética, cultural, social ou ambiental.

O mundo vive uma grande crise, que pode ser resumida como a crise humanitária. Toda espécie humana está em crise. Acontecimentos recentes demonstram a existência não de uma, mas de várias crises, tendo como principal responsável o próprio ser humano.

A encíclica do Papa Francisco, Laudato Si’, apresenta a crise ecológica como um problema global, constituindo atualmente um dos principais desafios da humanidade. Mesmo com todo esforço de cientistas e técnicos que procuram dar soluções aos problemas criados pelos ser humano, nota-se que muitas vezes este esforço está a serviço da finança e do consumismo, tornando a terra menos rica e bela, cada vez mais limitada e cinzenta (LS 34).


O apelo do Papa

O Papa Francisco destaca a existência de uma indiferença geral perante a tragédia ecológica, que põe em risco a perpetuação de todas as espécies, inclusive a espécie humana. A falta de reações diante dos dramas da humanidade é sinal da perda do sentido de responsabilidade pelos nossos semelhantes.

Os responsáveis pela crise são todos os seres humanos. “Por nossa causa, milhares de espécies já não darão glória a Deus com sua existência, nem poderão comunicar-nos a sua própria mensagem. Não temos direito de o fazer” (LS 33).


Fernando Anísio Batista
Sociólogo/Secretário Executivo
Ação Social Arquidiocesana – Florianópolis/SC 

deixe um comentário